plataforma vibratoria

A utilização de equipamentos que potencializem o exercício físico é muito comum, porém muitas vezes não temos a devida comprovação científica de sua eficácia. Veja o que a ciência já produziu sobre a plataforma vibratória.

 

Quem nunca assistiu uma propaganda mostrando modelos “tremendo”em uma plataforma vibratória, com corpos altamente definidos e tentando vender um produto que diz entregar verdadeiros milagres. Pois bem, de novidade, a plataforma vibratória não tem nada. O treinamento através de vibração existe a muito tempo e a fisioterapia o utiliza para a reabilitação. Porém os seus resultados acerca deste método para o emagrecimento, são no mínimo, questionáveis.


 

 

 

Mas antes precisamos entender como funciona a plataforma vibratória e qual sua aplicação!

 

 

Plataforma vibratória, tem efeito ou não?

 

Basicamente, temos que entender um pouco mais sobre contração muscular para entender o trabalho da plataforma vibratória.

 

Há uma lei do treinamento que diz o seguinte: Uma fibra muscular será ativada de forma completa. Ou contrai totalmente, ou não contrai. É o que chamamos de lei do tudo ou nada, simplificada para gerar melhor entendimento.

____________________________________________________________________________

Me siga no Instagram

 

____________________________________________________________________________

 

 

 

Ok, mas como isso se aplica a plataforma vibratória? Com os movimentos vibratórios, acredita-se que haja esta contração muscular, como resposta ao estímulo. Isso ocorre? Sim, ocorre.

Mas traz resultados? Depende!

 

Como já mencionei, a plataforma vibratória é muito usada na fisioterapia para que possamos ter mais resultados. Porém, reabilitação é uma coisa, treinamento é outra completamente diferente.

A plataforma vibratória vai apenas gerar um nível mínimo de contração muscular. Muitas vezes, menor do que uma contração isométrica. Ou seja, não vai trazer resultados de verdade, em termos de resultados estéticos ou de desempenho. Mas como se há contração muscular?

 

 

A lei do tudo ou nada, explicando por que a plataforma vibratória é ineficiente

 

plataforma vibratoria

 

Basicamente, para que ocorra a contração muscular, precisamos que o estímulo seja maior do que o limiar que o corpo está adaptado. Portanto, na reabilitação, onde temos limitações físicas, a plataforma vibratória funciona. Em outros casos, você apenas “treme”.

 

Se você treina, por exemplo e no final da sessão, faz “meia hora de plataforma”, está perdendo 30 minutos de sua vida. Não fará resultado.

 

O corpo humano tem uma capacidade de adaptação fantástica. Portanto, mesmo que você seja inativo, em poucas sessões o limiar de contração muscular será aumentado.

 

Basicamente, esta é a razão para que a plataforma vibratória seja muito pouco eficiente para o treinamento, salvo casos muito específicos! Tenha sempre a ajuda de um bom profissional para te ajudar! Bons treinos!

 

Compre por apenas R$ 7,97, meu e-book planejamento de treino!