aerobico-em-jejum

Aeróbico em jejum, fazer ou não?

De uma maneira geral, as pessoas veem no aeróbico em jejum como uma saída quase milagrosa. Veja neste artigo mais sobre este assunto tão polêmico!

 

As pessoas tendem a procurar respostas, soluções rápidas para seus problemas. É muito comum vermos produtos ou técnicas que prometem isso e acabam virando moda mundial. Ou seja, este não é apenas um problema do Brasil. Pois bem, o aeróbico em jejum vem se tornando um tema cada vez mais polêmico e que precisa ser debatido com cuidado. Não espere ao final deste artigo, achar uma resposta única.

No geral, eu não indico a utilização de aeróbico em jejum, porém, sei que existem pesquisas que mostram bons resultados em determinados públicos. Por isso, independentemente de qual seja a situação, a abordagem precisa ser ampla e plausível!


Praticar o aeróbico em jejum pode ser altamente prejudicial, não apenas para sua estética, como para sua saúde. Por isso, antes de optar em fazer tal prática, você precisa levar em conta uma série de aspectos!

 

Aeróbico em jejum, de onde surgiu esta ideia?

 

A ideia principal do aeróbico em jejum é aproveitar um dado momento em que os estoques de glicogênio estejam baixos, para “induzir” o corpo a usar mais lipídios como fonte energética. Para isso, é preciso que a atividade em questão seja feita em baixa intensidade e após um longo período sem alimentação. Geralmente, usa-se as primeiras horas após acordar para esta finalidade.

Com isso, teríamos um maior gasto de lipídios, o que faria com que o percentual de gordura fosse reduzido.

Existem limitações nesta concepção, pois temos que avaliar o metabolismo de maneira mais acentuada.

aerobico-em-jejum

Aeróbico em jejum, contraindicações

 

Entre os principais opositores ao método do aeróbico em jejum, temos o Doutor Paulo Gentil, que prega que “Não existem fatos, provas ou estudos contundentes que sejam suficientes para defender o treinamento em jejum. O principal fator a ser levantado, é que por mais que alguns estudos contêm com uma maior utilização relativa das reservas de gordura durante e após o final do treino, estes números acabam sendo inexpressivos quando expostos em termos absolutos”.

O primeiro ponto a ser levantado em termos de utilização do aeróbico em jejum é a questão da disponibilidade das gorduras para serem fonte energética. A gordura é eliminada principalmente através do CO2 emitido pelos pulmões. Desta maneira, suas moléculas precisam ser quebradas, utilizadas em contrações musculares e seu subproduto, eliminado pelas vias aéreas.

Como o corpo tende a usar sempre a fonte energética de mais fácil obtenção, é muito comum vermos pessoas praticantes de aeróbico em jejum com problemas relacionados a sarcopenia. Ou seja, estas pessoas se exercitam usando como fonte energética principal os aminoácidos contidos nos músculos. Com isso, além de não eliminarem gordura de maneira eficiente, ainda tem seu metabolismo se tornando mais lento com o passar do tempo. O resultado da conta é muito negativo!

Porém, vemos algumas pessoas com certa autoridade no meio do treinamento físico que defendem a sua utilização. Treinadores como o renomado Waldemar Guimarães utilizam o aeróbico em jejum em seus treinos. E aqui chegamos em um ponto primordial do tema!

 

Aeróbico em jejum, para quem?

 

Se de maneira geral, não temos muitos motivos para usar o aeróbico em jejum, em determinados públicos ele é usado de maneira ampla!

Um dos maiores pesquisadores do tema é o sueco Torbjorn Akerfeldt, que defende que a utilização do aeróbico em jejum faz com que o corpo utilize quase 3 vezes mais lipídios do que em uma situação normal. Porém, todos os seus estudos apresentam algumas limitações que precisam ser levadas em conta. De maneira geral, ele usa atletas bem condicionados em seus estudos. Além disso, as pesquisas não são longitudinais e avaliam apenas efeitos agudos desta prática.

 

Leia também: Taper, quando menos é mais!

 

Por isso, é preciso tomar muito cuidado com as pesquisas apresentadas para defender o aeróbico em jejum. Isso quer dizer que ele não deve ser feito? Depende! Alguns fisiculturistas o utilizam algumas semanas antes das competições e alegam bons resultados. Porém, é preciso saber que estes atletas muitas vezes usam substancias ergogênicas, que potencializam a queima de gordura.

aerobico-em-jejum

Porém, por outro lado, existem algumas evidencias que a utilização de aeróbico em jejum por um longo prazo, pode ser um dos principais causadores de diabetes mellitus.

 

Devo fazer aeróbico em jejum?

 

Eu particularmente não indico. Por mais que faltem estudos mais aprofundados, existem maneiras mais seguras de potencializar a lipólise. Quando pensamos em termos de atividades físicas, temos que analisar uma série de situações. Será que a atividade escolhida é de fato efetiva? Será que existem maneiras mais seguras e efetivas para o mesmo objetivo? Tudo isso precisa ser avaliado. No caso do aeróbico em jejum, ele apresenta diversas lacunas.

E não leve em consideração o que muitos dizem em sua defesa, pois muitas vezes, o que acontece com a sua prática é a proteólise (utilização de aminoácidos como fonte energética), o que causa perda de peso de maneira rápida. Mas emagrecer é bem diferente de perder peso!

 

Se o aeróbico em jejum não é indicado, o que devo fazer?

 

Para que o nosso corpo utilize mais lipídios como fonte energética, a dieta precisa induzir a este quadro, através de estratégias específicas. Além disso, o treino se torna um potencializador disso. Um dos pontos mais importantes é que as células estejam bem condicionadas em condições aeróbicas. Mas ao contrário do que muitos pensam, isso não significa que correr ou caminhar seja o mais adequado.

Diversos estudos mostram que a musculação e o HIIT têm excelentes resultados sobre o VO2 máximo.

Minha indicação, baseado em meus estudos e prática constante? Alie musculação, HIIT e uma boa dieta. Isso com toda a certeza vai potencializar sua perda de gordura corporal, sem oferecer os riscos que o aeróbico em jejum oferece!

Neste vídeo, eu falo um pouco sobre o assunto!

Em minha consultoria online, posso te ajudar a atingir suas metas, não importando se você quer emagrecer ou hipertrofiar seus músculos! Bons treinos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *