eficiencia-mecanica

O conceito de eficiência mecânica é muito importante de ser entendido, pois sua aplicabilidade é fundamental para que você possa obter bons resultados.

 

Muita gente me pede qual a melhor atividade para determinado objetivo. Além de uma série de questões relacionadas a individualidade biológica, temos um outro porém, que deve ser levado em conta, a eficiência mecânica. Entender o quanto isso é importante para a manutenção da intensidade é imprescindível.

Em inúmeros casos, as pessoas podem estar deixando de ter melhores resultados justamente por que não tem eficiência mecânica em seus exercícios. Quando pensamos em um treino com mais intensidade, a eficiência mecânica é sempre um fator a ser levado em conta. Para ter mais claro isso, vou deixar mais claro este conceito!

E-book completo: Como montar sua academia em casa!

 


O que é eficiência mecânica?

 

Sem me apegar demais a conceitos técnicos e físicos, a eficiência mecânica pode ser dada como sendo  a percentagem do consumo de trabalho que produz a saída do trabalho. Resumindo, a eficiência mecânica esta diretamente relacionada com sua capacidade de trabalho. Em suma, ela está diretamente relacionada com fatores como coordenação inter e intramuscular.

consultoria-online-fitness

Pense da seguinte maneira, quando você aprendeu a andar de bicicleta, é bem provável que você tenha ficado altamente cansado (a) nos primeiros dias, pois  a sua eficiência no movimento era muito pouca, o que te fazia gastar mais energia do que o normal par atingir uma baixa intensidade.

Desta forma, a eficiência mecânica é um fator que sempre deve ser levado em conta na hora de pensar em um treino. Este conceito foi muito difundido no esporte, já que ter eficiência mecânica para um atleta é fundamental. Porém, a ciência já mostrou que ela é importante não apenas para que seja possível atingir determinada performance, mas também para que tal estímulo tenha o efeito desejado.

E você deve estar pensando: o que isso muda para mim? O que meu treino sofre de influência com isso? Se você quer resultados diferentes, tudo!

Vou agora mostrar como a eficiência mecânica influencia seu treino!

 

Eficiência mecânica e sua influência no treinamento!

 

Vou usar novamente o exemplo da bicicleta. Imagine que você aprendeu agora a andar de bicicleta. Ainda enfrenta grandes dificuldades em manter o equilíbrio, em coordenar os movimentos e a direção. Agora imagine se você precisar andar mais rápido do que está acostumado (a). Qual o resultado? Você provavelmente não irá aguentar o estímulo por muito tempo e não conseguirá impor uma velocidade consistente.

Agora imagine que você, nestas mesmas condições, tenha que fazer um HIIT. Sabe qual será o resultado? Você ficará cansado (a) e não irá de fato treinar. Seu corpo irá cansar antes que o estímulo desejado seja alcançado. Quando pensamos em treinos que envolvam movimentos mais amplos, como é o caso da bike ou da corrida, é fácil entender a importância da eficiência mecânica, afinal em um corpo descoordenado, o estímulo não produz o efeito desejado.

Mas e na musculação, existe diferença relacionada a este conceito? Com certeza! Pare para lembrar, quando você começou a treinar, não era comum treinar determinado músculo e sentir fadigar outro? Quem nunca sentiu o antebraço falhando em um exercício de rosca direta? Quem nunca sentiu o deltoide tendo uma falha concêntrica em um treino de dorsais? Isto tudo está relacionado com a falta de eficiência mecânica, que é melhorada com o passar do treinamento.

Podemos dizer que a eficiência mecânica está diretamente relacionada com um outro importante conceito, o de consciência corporal. Ambos são fundamentais para um bom treino!

Mas e como faço para melhorar a eficiência mecânica? Vou tentar te explicar!

eficiencia-mecanica

Eficiência mecânica, como eu melhoro?

 

Não darei fórmulas prontas, mas vou mostrar algumas maneiras mais eficientes. A relação entre eficiência mecânica e os movimentos novos, precisa ser pensada de acordo com os conceitos de coordenação motora.

Quanto você aprende um movimento novo, seu córtex motor grava ele. Se ele não for muito usado, ou feito da maneira errada, ficará de maneira errônea nos seus registros cerebrais. Com isso, quando ele for executado, a eficiência mecânica dele será prejudicada.

Para resolver isso, existem os exercícios que são chamados de educativos e que são necessários para movimentos mais complexos. Além disso, a prática constante faz com que o corpo vá “refinando” tal movimento.

Porém, mesmo com isso, existem pessoas sem os engramas motores (uma espécie de memória, formada principalmente até a adolescência). Com isso, dificilmente atingirá excelentes níveis de eficiência mecânica. Neste caso, o ideal é buscar atividades mais simples de serem executadas.

Independentemente do caso, é muito importante que você entenda que executar um movimento cheio de compensações não é eficiente do ponto de vista de treinamento, pois a intensidade deste sempre será baixa.

Por isso, sempre busque melhorar seus padrões de movimentos e primeiro aprendê-los, para depois usar sobrecargas mais elevadas. Bons treinos!

 

Compre por apenas R$ 7,97, meu e-book planejamento de treino!