treino de força

Treino de força e treino de hipertrofia, há diferença?

5 (100%) 1 vote

Muitas pessoas confundem o treino de força com o treino de hipertrofia. Eles são complementares em muitas situações, mas são diferentes. Veja neste artigo completo, mais sobre este tema!

 

Chegar na academia, fazer um determinado número de movimentos contra uma resistência (peso) e ter bons resultados. Isso é o que a maioria das pessoas acha que é treinar. Infelizmente, isso é muito raso e não contempla a profundidade do treinamento físico. Um exemplo claro disso é a diferenciação entre treino de força e treino de hipertrofia.

Para muitas pessoas, eles são a mesma coisa. Por mais que eles sejam parecidos e para um leigo não sejam visíveis as diferenças, é importante conceituar que eles não são exatamente iguais.

consultoria online fitness

 

Treino de força e treino de hipertrofia são iguais?

 

Isso seria tema para um livro, de tão denso que ele é. Porém, vou resumir ele para você. É possível aumentar a força com um treino focado em hipertrofia, da mesma maneira que é possível ter hipertrofia com um treino focado em força.

Porém, há características peculiares e específicas em cada um destes tipos de treino. Há métodos de treino que focam mais em aumento de força, outros em estímulos para gerar a hipertrofia muscular.

Basicamente os treinos são diferentes. Dentro de uma periodização para musculaçãotemos períodos onde trabalhamos com foco maior na hipertrofia e em outros, em aumento de força.

Como eu já comentei acima, é uma questão de foco, não de uma exclusividade. Um treino interfere diretamente no outro.

Quais as principais diferenças do treino de força para o treino de hipertrofia?

 

Basicamente existem alguns pontos importantes que são modificados. No geral, além da escolha de exercícios e da sequência dos mesmos, mudamos alguns outros pontos como:

  • Carga;
  • Cadência;
  • Intervalos de descanso;
  • Quantidade de séries;

Basicamente, estas são as variáveis principais. Existem outras, mas as mais importantes são estas.

Dentro de um processo de treino, os objetivos mudam de acordo com o foco. Afinal, você não pode querer fazer Pilates e ter os resultados de um maratonista, não é?

Como deve ser o treino de força?

 

De forma geral, o foco do treino de força é aumentar a eficiência na contração muscular em diversos movimentos. Desta maneira trabalhamos com treinos focados em um número menor de repetições, intervalos de descanso mais longos e movimentos mais focados em desenvolvimento geral.

Por exemplo, em um treino de força é comum escolher exercícios mais básicos, como agachamento, levantamento terra, supino ou puxadas. Usamos também menos repetições (pode variar entre 2 e 6, no geral). Além disso, os intervalos são mais longos, para que tenhamos uma regeneração mais completa dos sistemas energéticos.

Como é o treino de hipertrofia?

Aqui vou traçar um quadro mais geral, por que o treino de hipertrofia envolve muitos quesitos. Mas no geral, o foco é no maior desgaste muscular possível. Para isso, usamos variações no intervalo de descanso, modificamos cadência, carga e  outras variáveis. Modificamos os intervalos de descanso para que o desgaste muscular seja aumentado.

Além disso, podemos trabalhar com exercícios mais isolados, tanto quanto com os mais generalistas.

Ou seja, um treino de hipertrofia pode ser muito parecido com um treino de força, mas com enfoques diferentes.

Quando fazer um treino de força e quando fazer um treino de hipertrofia?

 

Para ser mais assertivo, vou delimitar esta resposta ao objetivo de hipertrofia. Pois treino de força, quando aplicado a preparação física esportiva, por exemplo, pode ter infinitas aplicações.

Dentro de uma periodização para hipertrofia, é fundamental ter microciclos focados em aumento de força e outros em hipertrofia.

Como a força é uma qualidade física e tem diferentes formas de trabalho, ela no geral é trabalhada antes do que o enfoque na hipertrofia.

Por exemplo, pode-se trabalhar com um mesociclo todo focado em aumento de força. Depois disso, teremos uma boa base de movimento e de eficiência muscular, para então focar na hipertrofia.

Dentro de um planejamento de treino geralmente usamos os treinos de força primeiramente. Isso se dá pelo fato de que eles melhoram a eficiência muscular e se feitos da forma correta, iremos ter um também uma melhora no processo de execução.

Mas tudo depende das necessidades de cada aluno.

 

Desta forma está claro que qualquer treino resistido pode trazer aumento de força e hipertrofia. Porém, quando há um enfoque em força ou hipertrofia, os resultados são melhores. Ambos são complementares e devem fazer parte da rotina de qualquer pessoa que pensa em treinar.

 

Posso ser seu Personal Trainer Online e te ajudar a ter mais resultados em seu treino. Fale comigo enviando um e-mail ou clicando no botão do WhatsApp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *